Município criado pelos tropeiros, Jandaia do Sul foi uma das últimas realizações daquela organização imobiliária. O Patrimonio aberto em 1942, tornou-se desde logo um centro de convergências de agricultores vindos de todas as regiões do País atraídos pelas belas perspectivas oferecidas pelo solo seco e pelo cultivo do café. Criado através da Lei Estadual n° 790, de 14 de novembro de 1951, foi instalado oficialmente em 14 de dezembro de 1952, sendo desmembrado de Apucarana. Jandaia do Sul foi e continua sendo um importante centro regional, principalmente para a região do Vale do Ivaí.O nome jandaia, vem de um passáro existente na região.

 

Geografia

 

Está situada no Vale do Ivaí a cerca de 390 km da capital, é conhecida como cidade simpatia.
Sua população estimada em 2010 é de 25.133 habitantes. Sua área é de 188 km² representando 0.0941% do estado, 0.0333% da região e 0.0222% de todo o território nacional.
O município está localizado sobre o principal tronco rodo-ferroviário do Norte do Paraná, que o liga a Curitiba e o Porto de Paranaguá; a São Paulo e o Porto de Santos; e ao sul do Brasil. O território municipal assentado sobre manto geológico de rochas basálticas da Formação Serra Geral de alta fertilidade e baixa suscetibilidade à erosão, com o pano de fundo do território municipal constituído por neossolos, com manchas de nitossolos (terra roxa) nas suas porções sudoeste, noroeste, norte, central e leste, bem como de latossolos, em suas porções oeste, sudeste e leste.
Seu território é marcado por relevo fortemente ondulado, com terrenos mais planos na sua porção norte até o limite sul da sede municipal, bem como ao longo dos vales do Córrego Guaporé, Ribeirão Humaitá, Ribeirão Cambará, Córrego Camutama, Córrego Jequitibá, Ribeirão Ariri e Ribeirão Marumbi, que contém terrenos mais favoráveis à mecanização agrícola. A sede municipal está localizada sobre o divisor de águas Pirapó-Ivaí, com altitude de até 810 metros e cercado de diversas nascentes, sobretudo em sua vertente sul e encontra-se assentada sobre solos do tipo neossolo, com relevo suave ondulado em suas porções norte e central e escarpado em seu limite sul, contra-indicado à urbanização.
Sua rede urbana antiga e estabilizada na Microrregião de Apucarana, na qual Jandaia do Sul manteve em 2000 a 3ª. posição que ocupava em 1991, quanto ao tamanho da sua população urbana sendo um município bem localizado no espaço regional e ocupando a função de sub-pólo microrregional, com influência sobre 7 municípios vizinhos.
Seu PIB apresentou crescimento de 29,4% entre 1990 e 2000, enquanto o crescimento do PIB na Microrregião de Apucarana foi de 68,3% no período e o PIB per capita teve crescimento de 22,2% entre 1990 e 2000, frente a um crescimento de 35,4% na Microrregião de Apucarana; O PIB dos serviços representava 54,3% do total em 2000, contra 19,6% do setor agropecuário e 15,4% da indústria e as alterações na estrutura produtiva da Mesorregião em anos recentes, com a introdução de lavouras mecanizadas, pastagens, reflorestamentos e cana-de-açúcar, que reduziram os níveis de emprego no campo e provocaram êxodo rural. Hoje 92,3% das propriedades rurais são minifúndios. Existe ainda forte dependência da população de Jandaia do Sul a outras cidades vizinhas, como Apucarana, Maringá e Londrina, para acesso a bens e serviços não encontrados localmente.
Houve redução da população rural de 19,7% entre 1991 e 2000 e um aumento da população urbana de 11,3% entre 1991 e 2000, atingindo o índice de urbanização a 86,8% em 2000; apresentando um processo de envelhecimento, com redução nos estratos de população até 29 anos e aumento nos estratos acima de 30 anos entre 1991 e 2000, tendo a idade mediana da população passado de 24,7 anos para 28,6 anos no período. O crescimento da População em Idade Ativa de 1.177 pessoas entre 1991 e 2000, aumentando a sua participação em 2,4% na população total;
Seu IDH da educação com um elevado índice de 0,912 em 2008, situando-se em 1º. lugar na Microrregião de Apucarana no quesito freqüência escolar e em 1°. no de alfabetização de adultos.
A sede municipal é urbanisticamente bem estruturada em sua parte de ocupação mais antiga, mas com deficiências quanto a arruamento e infra-estrutura em suas ocupações mais recentes com a expansão da sede municipal tendendo a ocupar terrenos com maior potencial de conflitos com a base natural, sobretudo quanto a relevo e hidrografia e bem como agravamento do conflito entre os tráfegos rodoviário e local, com a intensificação da ocupação ao norte do eixo rodoviário BR-369/BR-376;


Hidrografia

 

Possui uma hidrografia bastante variada. Sendo os principais rios e córregos: Córrego Guaporé, Ribeirão Humaitá, Ribeirão Cambará, Córrego Camutama, Córrego Jequitibá, Ribeirão Ariri e Ribeirão Marumbi e rio da integraçao nacional que tambem é conhecido por novo Chico